quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Quilombo do Feixo, Município da Lapa - Paraná

      Para conhecer mais sobre a cultura afro-descendente, trabalhou-se com os alunos do 7º ano a cultura Quilombola no Paraná. Através de aulas expositivas, fotos e vídeos apresentou-se aos alunos características e aspectos históricos dos Quilombos no Paraná no dia 13 de novembro em duas aulas.
 
      Como atividade sobre esse tema, os alunos elaboraram perguntas para serem feitas em campo afim de conhecerem e aprenderem mais sobre a cultura quilombola. No dia 19 de novembro os alunos dessa turma e do 9º ano realizaram um campo até o Quilombo do Feixo, localizado nomunicípio da Lapa.

      No Quilombo os alunos tiveram a oportunidade de conhecer uma comunidade Quilombola, tradições, curiosidades a partir de uma conversa com os moradores desse local e de perguntas feitas pelos alunos.

     Nesse campo, os alunos também conheceram mais sobre a história do município, através de uma visita até o museu dos tropeiros localizado no quilombo.

     Além disso, os alunos conheceram o Parque da Lapa, que está em processo de se tornar uma unidade de conservação, observando os aspectos físicos desse local.

Campo ao Quilombo

Alunos entrevistando Moradores do Quilombo

Museu dos Tropeiros
Parque da Lapa
      As aulas teóricas que antecederam os trabalhos de campo tiveram bastante receptividade por parte dos alunos, pois os mesmo interagiram com as aulas, expondo dúvidas, curiosidades, enriquecendo assim as aulas de Geografia, onde observaram que os conteúdos abordados vão além da sala de aula.



terça-feira, 8 de outubro de 2013

Oficinas Ministradas pelo Projeto aos Professoreres Area Sul do Estado do Paraná

1. Informática básica – Elementos básicos de informática para o ensino (bolsistas: Christiam, Gisele, Daiane) EMENTA: Apresentar os fundamentos básicos no manuseio de software e aplicativos voltados ao ensino da geografia. Apresentar uma visão geral das ferramentas tecnológicas existentes no mercado voltado para as demandas educacionais. Conduzir ao uso de imagens satelitais e fotografias aéreas, manuseio de softwares para elaboração de provas, criação e apresentação de conteúdo multimídia, dentre outras. OBJETIVOS : Aplicar os conceitos básicos de informática para melhoria de produtividade, organização e qualidade do ensino voltados a geografia. 

2. O uso e a construção de jogos eletrônicos e não eletrônicos (bolsistas: Eduardo Emílio, Christiam, Daiane) EMENTA: Exemplificar as possibilidades didáticas contidas dentro das mídias-interativas conhecidas como videogames, da baixa a alta qualidade técnica, reconhecendo a presença do mesmo no cotidiano dos alunos. Desenvolver um método de construção de jogo (do gênero RPG) para que os professores possam desenvolvem em suas salas de aulas processos semelhantes. OBJETIVOS: O que é um Jogo? Como isto se insere no contexto atual? Tipos e gêneros. Exemplos de jogos físicos possíveis de serem aplicados em sala de aula. Exemplos de jogos gráficos possíveis de serem aplicados em sala de aula. Método de construção de jogo RPG em sala de aula. Dinâmica com os professores de construção de RPG. 

3. Perspectivas de ensino das mudanças históricas no espaço (Ana Carolina, Eduardo Emílio, Suyan, Henrique, Samanta) EMENTA: Demonstrar a importância da análise de imagens em fotografias e mapas de diferentes épocas para o ensino do processo de transformação histórica em que o espaço está inserido. OBJETIVOS: 1- Discutir sobre a relevância do trabalho em sala de aula com imagens que demonstrem a transformação do espaço ao longo do tempo; 2- Trocar informações de como ter acesso às imagens e de como apresentá-las em sala de aula; 3- Discutir sobre a melhor forma de desenvolver a percepção dos alunos em relação às mudanças do espaço, bem como fazê-los refletir sobre as transformações ocorridas. 

4. A cartografia e o ensino de Geografia (Izabel, Gisele, Renata e Ricardo) EMENTA: O ensino da Cartografia é tão importante quanto estudá-la, para que o professor de Geografia possa trabalhar com o tema, repassando o conhecimento com domínio do conteúdo, é importante a busca pelo aprimoramento de seus conhecimentos a respeito da cartografia. Assim, nesta oficina serão apresentadas teorias sobre o planejamento, construção e composição de mapas e cartas, além de uma breve introdução à leitura e interpretação cartográfica. OBJETIVOS: Compreender a teoria sobre o planejamento, a construção e composição de mapas e cartas. Realizar a Introdução a leitura e interpretação cartográfica. 

5. O uso de maquetes para a Geografia (Ricardo, Jaqueline, Gisele, Suyan e Samanta) EMENTA: As Diretrizes Curriculares do Estado do Paraná para a disciplina de Geografia propõe algumas práticas pedagógicas diferenciadas de modo que as aulas não fiquem pautadas somente no livro didático. No mesmo sentido, vários são os pesquisadores que se preocupam não somente com os conteúdos escolares, mas também como transmitir tais conteúdos para os alunos das escolas públicas. Dessa forma, o objetivo da oficina é propor a construção de maquetes como um caminho metodológico, que pode deixar as aulas de Geografia mais atraentes para os alunos. A oficina será essencialmente prática, com construções de maquetes de vários materiais e temáticas. OBJETIVOS: Compreender a função de uma maquete para o ensino de Geografia; Elaborar maquetes a partir de vários materiais (E.V.A., papelão, isopor). 

6. Atividade de campo como elemento de fixação dos conteúdos cartográficos (Marcos, Edemar, Eduardo Barbosa, Renata, Ana e Eduardo Emílio) EMENTA: - Tópicos de utilização de Bússola e/ou GPS; - Interpretação de material cartográfico e localização; OBJETIVOS: Colocar em prática os conhecimentos adquiridos referentes à cartografia e a possibilidade da abordagem do entorno da sala de aula como roteiro para uma atividade de campo.



sábado, 21 de setembro de 2013

Urbanização - (atividade em andamento)

      Esta atividade teve como objetivo o ensino do processo de urbanização, visando que os alunos consigam entender e perceber as mudanças espaciais ocorridas durante o período histórico em que este processo se deu, possibilitando verificar conflitos sociais e ambientais e a organização espacial atual.

Etapas:

        Foram realizadas aulas teóricas, com os conceitos de de Urbanização, metropóle, megalopóle, região metropolitana, conurbação entre outros. Após este primeiro momento, realizou-se uma sequência de aulas utilizando-se de mapas e imagens sobre o processo de ocupação do território paranaense e o surgimento das cidades. Posteriormente foi trabalhado o entendimento das regiões metropolitanas, destacando-se Curitiba, capital do Estado do Paraná, e sua respectiva Região Metropolitana (RMC), da qual grande maioria dos alunos fazem parte.
 
       Através de uma aula de campo pelo centro histórico da cidade de Curitiba, foi realizado registro fotográfico de todos os pontos de parada e a partir disto construído o relatório de campo por parte dos alunos, divididos em duplas. Após esta atividade, os alunos realizarão pesquisas sobre um bairro do município (diferente para cada aluno), e irão apresentar suas principaiscaracterísticas para a turma, possibilitando um desenvolvimento melhor das habilidades de dicção/apresentação em público.
 




Resultados: 

      A partir dos monumentos históricos e remanescentes, construções e obras, de fatos e situações, os alunos conheceram parte da história da cidade de Curitiba (Recorte local). A atividade de campo possibilitou aos alunos a formação de uma opinião crítica referente a parte social e ambiental da área central da cidade e de seu entorno, com a exposição de aspectos positivos e negativos da capital paranaense.

Gincana Geográfica - Orientação por Bussolas

Na semana cultural são ofertadas oficinas sobre diversos temas, visando despertar a curiosidade
pelo conhecimento científico e cultural dos alunos.
 
Etapas: 

Os alunos que participaram da oficina foram divididos em três equipes. Após uma breve explicação sobre os pontos cardeais, foi distribuída uma bússola para cada equipe. O professor indicou a primeira tarefa que era encontrar aonde estava a primeira pista, indicando a partir da sala em que direção ela estaria, a a partir disso, os alunos foram seguindo as coordenadas e dicas para encontrarem a tarefa seguinte e, assim até completarem todas as tarefas.
 



Resultados: 

Os alunos conseguiram perceber a importância das coordenadas geográficas, dos mapas e como utilizá-los, partindo de uma visão local para uma visão global.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Reconhecimento Espacial do Entorno


       A atividade teve como objetivo o reconhecimento das áreas de entorno do colégio, auxiliando na compreensão das mudanças histórico temporais ocorridas na região nos últimos 20 anos. O tema da atividade foi o processo de urbanização. 
 
Etapas: 

      Foi disponibilizada uma imagem aérea do ano de 1980 para os alunos, referente ao entorno do colégio. Os alunos tinham como objetivo encontrar e assinalar na imagem de 1980 vinte pontos específicos que eles conheciam/reconheciam atualmente. 

 
      Resultados: 

    Durante sua realização os alunos tiveram contato com produtos cartográficos que geralmente não são utilizados na escola, como por exemplo,  ortofotos. Esta experiência possibilitou verificar que grande parte dos alunos, apesar de estarem em um estágio cognitivo avançando, não conseguem identificar elementos espaciais básicos ao redor do colégio, sendo possivelmente resultado de uma má alfabetização cartográfica.

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Documentário sobre a aldeia indígena Kakané-Porã - Paraná



      Para conhecer mais sobre os costumes e o modo dos povos indígenas, foi realizado no dia 14 de junho aula interdisciplinar compreendendo as disciplinas de Geografia, Artes e Sociologia. 

      As atividades foram realizadas em parceria com  os Programas PIBID/UFPR Subprojeto de Geografia e PIBID/PUC Subprojetos de Música e Sociologia. 

      Dentre as atividades,  foi realizado um documentário sobre o modo de vida indígena na aldeia Kakané-Porã localizada no bairro Campo do Santana em Curitiba, sendo desenvolvido com um aluno e orientado pelos professores de Geografia , Artes  e os bolsistas envolvidos na realização do documentário.          

       A elaboração do documentário realizou-se em duas etapas. A primeira etapa   foi a ida à aldeia urbana Kakané - Porã no  dia 08/06/13, onde foi entrevistado o vice-pajé da aldeia. Durante a entrevista  houve a oportunidade de conhecer mais sobre sobre  a cultura, alimentação, arte, meio ambiente, direitos indígenas, entre outras questões sobre esse povo, utilizando  como materiais máquinas fotográficas.

      Após as filmagens, a segunda etapa dessa atividade foi a elaboração do documentário sobre o povo indígena, sendo realizada  no dia 10/06/13 no Colégio Flávio Ferreira da Luz . Para essa atividade utilizou-se como recursos materiais o computador e o programa de edição de vídeo Movie Maker, onde o aluno pôde conhecer o processo de construção de um vídeo, efeitos, edição, corte de imagens entre outras ações que podem ser desenvolvidas através  deste programa.

     Como produto final, o aluno elaborou com a ajuda dos bolsistas responsáveis por essa atividade o documentário sobre a aldeia Kakané-Porã, sendo o vídeo exibido durante a Feira Cultural.



Entrevista com o Vice Pajé




sábado, 27 de abril de 2013

Estudo de caso na Barra do Saí – Guaratuba/PR

       A atividade foi realizada com os alunos do 3o ano do ensino médio, e o objetivo alcançado com esse projeto foi à elaboração de um vídeo mostrando as atividades feitas na Barra do Saí.

      O projeto de interdisciplinaridade tendo o estudo de caso na barra do saí – Guaratuba-PR como foco foi realizado em conjunto com os professores de geografia e biologia do Colégio Flávio Ferreira da Luz. O projeto foi trabalhado em três etapas, sendo a primeira às atividades de pré-campo, como a elaboração de questionários, estudos sobre a fauna e flora da região, assim como os aspectos socioeconômicos e históricos do município de Guaratuba e arredores, e a filmagem das atividades. 

      Para cada uma dessas atividades, os alunos foram separados em grupos, onde cada um iria focar em um assunto dados pelos bolsistas do PIBID, Totalizando 30 alunos na contagem inicial. A próxima etapa foi à saída a campo no dia 27 de abril até a Barra do Saí, localizada no município de Guaratuba, na divisa com estado de Santa Catarina. Na chegada ao local, foi efetuada a passagem de barco até a outra margem do rio, onde se deram as aulas de biologia e geografia, e em seguida realizado a visita até o manguezal. Aqui foi dada ênfase novamente a parte de biologia, na qual foram abordados os temas fauna e flora. 

      Após a saída do manguezal, foi feita a coleta de lixo da praia, atividade que acabou envolvendo alunos e professores. Voltando para a margem antropizada, foi iniciada a etapa de coleta de dados sobre a comunidade local, onde foram feitas atividades como coleta de pontos de coordenadas e entrevistas com a comunidade local, feito pelos alunos, sendo os grupos acompanhados cada um por pelo menos um bolsista do projeto PIBID. As atividades foram filmadas e posteriormente foram utilizadas na edição de um vídeo educacional, que seria apresentado a alunos e professores do colégio, através do registro feito tanto por alunos quanto por bolsistas do PIBID. 

      As imagens gravadas foram feitas tanto na fase de précampo, como na ida a até a Barra do Saí e pós-campo. Após a atividade, todos os responsáveis pela filmagem entregaram os vídeos feitos, que então seriam unidos e editados através do programa MovieMaker do Windows, assim criando o vídeo educacional trazendo o registro das atividades feitas na Barra do Saí.

VIDEO DA AULA DE CAMPO 2012

Imagem de Satélite da Barra do Saí com os pontos plotados – elaboração: alunos, bolsistas e
coordenadora.




Procurar material neste Blog

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Sweet Tomatoes Printable Coupons